'Ela é faca na caveira': diálogos mostram proximidade entre Lava Jato e Gabriela Hardt

Essa não é a única menção à juíza da 13ª Vara de Curitiba, sucessora de Sergio Moro, em nova leva de conversas entre procuradores obtidas pela Operação Spoofing. ‘Ela é faca na caveira. Pedi uma decisão hoje e já saiu’, disse um procurador

Gabriela Hardt
Gabriela Hardt (Foto: Enéas Gomez/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Conversas divulgadas pela Vaza Jato, apreendidas anteriormente pela Operação Spoofing, mostram a proximidade entre a força-tarefa da Operação Lava Jato e a juíza Gabriela Hardt, que sucedeu Sergio Moro na 13ª Vara Federal de Curitiba, quando ele virou ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro.

Em 16 de novembro de 2018, após a eleição, o procurador Athayde Costa enviou uma mensagem falando que “Gabriela é faca na caveira demais Pedi uma decisão hj e ja saiu”.

Em 2 de novembro de 2018, o coordenador da força-tarefa, Deltan Dallagnol, escreveu aos colegas procuradores no Telegram: “Precisamos marcar reunião com a Gabriela sobre as fases pendentes de decisão. Temos só a do Athayde e Je?”. Horas depois, ele complementou: “Vou marcar com ela pro começo da semana”.

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email