Em 2017 foram 70 assassinatos no campo

70 assassinatos em conflitos agrários marcaram o ano de 2017; os dados são da Pastoral da Terra (CPT); é o maior numero desde 2013; quatro massacres contribuíram para o retrocesso: Bahia, Mato Grosso, Pará e Rondônia, num total de 28 assassinatos

Em 2017 foram 70 assassinatos no campo
Em 2017 foram 70 assassinatos no campo (Foto: Valter Campanato)

247 - 70 assassinatos em conflitos agrários marcaram o ano de 2017. Os dados são da Pastoral da Terra (CPT). É o maior numero desde 2013. Quatro massacres contribuíram para o retrocesso: Bahia, Mato Grosso, Pará e Rondônia, num total de 28 assassinatos.

"O número de mortes em conflitos agrários cresceu 15% em 2017 na comparação com o ano anterior, num total de 70 assassinatos. De acordo com a Comissão Pastoral da Terra (CPT), que divulgou os dados nesta quarta-feira 23, trata-se do maior número desde 2013. Dentre as mortes registradas, a pastoral destaca quatro massacres que ocorreram na Bahia, Mato Grosso, Pará e Rondônia que resultaram em 28 assassinatos. O estado do Pará lidera o ranking de 2017 com 21 pessoas assassinadas, dez no Massacre de Pau D'Arco, seguido pelo estado de Rondônia, com 17, e pela Bahia, com 10 assassinatos.

Embora não tenha entrado na listagem, a pastoral aponta a suspeita de um ter ocorrido um massacre de indígenas isolados, conhecidos como "índios flecheiros”, do Vale do Javari, no Amazonas, entre julho e agosto de 2017. Nesse caso, o Ministério Público Federal no Amazonas e a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) não chegaram a um consenso e pela ausência de informações o caso não foi inserido na listagem por ora apresentada. O que se apurou é que o episódio resultou em outras dez mortes."

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247