Em alta no Brasileirão, mal na CPI

Comissão que investiga repasses da prefeitura de Porto Alegre ao Instituto Ronaldinho Gaúcho, do craque que comanda o líder do campeonato brasileiro, apresenta relatório na próxima semana; recursos foram desviados

Em alta no Brasileirão, mal na CPI
Em alta no Brasileirão, mal na CPI (Foto: Folhapress)

Da Redação do Sul 21 – A CPI que investiga os contratos da prefeitura de Porto Alegre com o Instituto Ronaldinho Gaúcho (IRG) vota na próxima quinta-feira (9) o relatório final dos trabalhos. Iniciada no dia 19 de abril, a comissão se debruça sobre dois convênios firmados pela administração municipal com a entidade: o Letras e Gols e o Jogos Gaúchos de Verão.

O Letras e Gols funcionou de 2007 a 2010 e contou com repasses diretos da Secretaria Municipal de Educação, no total de R$ 2,9 milhões. E o Jogos Gaúchos de Verão foi um contrato feito pelo Ministério da Justiça, que repassou R$ 2,3 milhões para a prefeitura aplicar na parceria com o Instituto Ronaldinho Gaúcho.

O presidente da CPI, vereador Mauro Pinheiro (PT), questiona as terceirizações feitas pelo IRG na execução dos dois convênios. Para o Jogos Gaúchos de Verão, a ONG Instituto Nacional América (INA) foi subcontratada e recebeu R$ 480 mil por um trabalho que não soube comprovar, já que as notas fiscais não discriminavam as atividades realizadas. O petista aponta, ainda, que foram contratadas a Fundação Simon Bolivar, sem licitação, por R$ 707 mil.

Na reunião desta quinta-feira (2), a CPI tomou o depoimento de Italgani Mendes de Almeida, que alegou ter apenas prestado assessoria para o Instituto Nacional América (INA). Uma reportagem publicada pelo Sul21 constatou que Italgani é, de fato, o dirigente que comanda a entidade. Filiado ao PMDB, Italgani já foi diretor da Fundergs durante o governo de Yeda Crusius (PSDB) e utilizava o INA para firmar contratos com o poder público nas áreas de esporte e turismo.

Ao final da reunião, Mauro Pinheiro lamentou que seus pedidos de qauebra de sigilo fiscal, telefônico e bancário de Italgani e do Instituto Nacional América não tenham sido aprovados. O presidente da CPI acabou sendo derrotado pelos votos da base aliada.

Na próxima quinta-feira, o relator Waldir Canal (PRB) fará a leitura das suas conclusões. E Pinheiro já avisou que pode redigir um voto em contrário, caso não concorde com o trabalho do colega.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247