Em suposto áudio, Moro pede ‘escusas’ ao MBL por tê-los chamado de 'tontos'

“Consta ali um termo que não sei se usei mesmo, acredito que não, pode ter sido adulterado, mas queria assim pedir minhas escusas, se eu eventualmente utilizei”, teria dito o ministro, em polêmico áudio atribuído a ele. Jurista Carol Proner vê áudio como possível 'fake' e 'armadilha' para despistar a verdade

Brasília- DF. 19-06-2019- Ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento na CCJ dp senado.  Foto Lula Marques
Brasília- DF. 19-06-2019- Ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento na CCJ dp senado. Foto Lula Marques (Foto: Lula Marques)

247 - Em um suposto áudio atribuído a Sérgio Moro, o ministro da Justiça teria pedido "escusas" neste domingo 23 a integrantes do MBL (Movimento Brasil Livre) por tê-los chamado de "tontos", conforme apontaram conversas divulgadas em parceria por The Intercept e Folha de S.Paulo.

“Consta ali um termo que não sei se usei mesmo, acredito que não, pode ter sido adulterado, mas queria assim pedir minhas escusas, se eu eventualmente utilizei”, teria dito Moro. O áudio foi obtido pela Coluna do Estadão. A Fórum publicou o arquivo.

“Porque sempre respeitei o Movimento Brasil Livre, sempre agradeci o apoio que esse movimento deu, não só à Lava Jato, mas nos últimos anos, 5 anos, de avanço contra corrupção e construção de um País melhor e mais íntegro”, continua o áudio.

Pelo Twitter, a jurista Carol Proner alertou para a possibilidade de o arquivo que circula na imprensa ser "fake" e possível "armadilha".

Na conversa em que critica o grupo, o então juiz federal reclamou com o procurador Deltan Dallagnol que “alguns tontos daquele MBL” estariam protestando em frente à casa do ministro do STF Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo, e diz que isso “não ajuda evidentemente”. Em seguida, pediu que o procurador intercedesse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247