Sabujo, Ernesto Araujo apoia terrorismo de Trump em nome do “combate ao terrorismo”

Em nota, Itamaraty fica do lado dos EUA ao manifestar apoio ao ataque de Trump que matou um general iraniano. O Ministério de Relações Exteriores do Brasil divulgou nota em que "manifesta seu apoio à luta contra o flagelo do terrorismo". Governo não atendeu o pedido de ala militar que recomendava neutralidade

Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo
Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Russa Sputnik News - A nota do Itamaraty foi emitida exatamente um dia após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenar um bombardeio contra o general iraniano, Qassem Soleimani.

"Ao tomar conhecimento das ações conduzidas pelos EUA nos últimos dias no Iraque, o Governo brasileiro manifesta seu apoio à luta contra o flagelo do terrorismo e reitera que essa luta requer a cooperação de toda a comunidade internacional sem que se busque qualquer justificativa ou relativização para o terrorismo", diz a nota.

O Brasil diz que também está pronto para somar esforços na "luta contra o terrorismo".

"O Brasil está igualmente pronto a participar de esforços internacionais que contribuam para evitar uma escalada de conflitos neste momento", escreveu o Itamaraty.

No texto o ministério não condena a morte do general iraniano, mas condenou o ataque à embaixada dos Estados Unidos em Bagdá.

"O Brasil condena igualmente os ataques à Embaixada dos EUA em Bagdá, ocorridos nos últimos dias, e apela ao respeito da Convenção de Viena e à integridade dos agentes diplomáticos norte-americanos reconhecidos pelo governo do Iraque presentes naquele país", diz outro trecho da nota.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247