Embaixada pede que italianos deixem o Brasil o mais rápido possível pelo avanço do coronavírus

As pessoas que retornarem devem comunicar imediatamente o órgão de saúde competente e serão submetidas a acompanhamento sanitário

(Foto: Picasa)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(ANSA) - A Embaixada da Itália voltou a fazer um apelo para que todos os seus concidadãos que estejam no Brasil por motivos de breve duração retornem para o país europeu "o quanto antes".

Segundo a representação diplomática, ainda há voos disponíveis pela Lufthansa (São Paulo) e pela Air France (São Paulo e Rio de Janeiro) que permitem chegar à Itália por meio de conexões em Frankfurt (Alemanha) e Paris (França), respectivamente.

A Alitalia e a Latam, que operam rotas diretas para Roma e Milão, suspenderam os voos devido à pandemia de coronavírus. O aviso é válido apenas para cidadãos italianos residentes na Itália, mas que estejam no Brasil temporariamente, como por motivos de trabalho ou turismo.

O site do Ministério das Relações Exteriores do país europeu disponibilizou uma página de perguntas e respostas para esclarecer eventuais dúvidas sobre as condições para a volta à Itália.

As pessoas que retornarem devem comunicar imediatamente o órgão de saúde competente e serão submetidas acompanhamento sanitário. Além disso, terão de cumprir um período de isolamento obrigatório de 14 dias na própria casa. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247