Empresa “supostamente ligada” aos Bolsonaro é pano de fundo de crise no Paraguai

Um jornal paraguaio afirma que uma empresa “supostamente ligada” à família de Jair Bolsonaro está por trás do acordo de Itaipu que levou a cúpula do atual governo a enfrentar pedidos de um processo de impeachment

(Foto: PR | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um jornal paraguaio afirma que uma empresa “supostamente ligada” à família de Jair Bolsonaro está por trás do acordo de Itaipu que levou a cúpula do atual governo a enfrentar pedidos de um processo de impeachment.

Segundo publicação do jornal ABC Color, do dia 31 de julho de 2019, um assessor jurídico considerado braço direito do vice-presidente Hugo Velezquez teria convencido autoridades a retirar do acordo de Itaipu um item que prejudicou o Paraguai na venda de energia para o Brasil.

O advogado José Rodríguez Gonzalez, o assessor jurídico em questão, teria informado que o Paraguai não poderia comercializar energia ao Brasil porque era preciso “reservar o negócio” para a empresa Leros, supostamente “ligada à família presidencial” brasileira.

Leia a íntegra da matéria no jornal GGN

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247