Empresária que combate o racismo é a mulher mais rica do Brasil

Dona da rede de lojas Magazine Luiza, Magalu, a empresária Luiza Trajano tem patrimônio avaliado em R$ 24 bilhões. Ela ocupa a 8ª posição na lista da revista Forbes, sendo a única mulher entre os top 10 da lista de bilionários no Brasil. A companhia tem sido alvo de elogios e críticas depois de anunciar um processo de seleção trainees exclusivamente para negros

www.brasil247.com - Luiza Trajano
Luiza Trajano (Foto: World Economic Forum/Benedikt von Loebell)


247 - Dona da rede de lojas Magazine Luiza, a bilionária Luiza Trajano viu o seu patrimônio aumentar 181% de um ano para o outro e atingir R$ 24 bilhões. Ela ocupa a 8ª posição na lista da revista Forbes, sendo a única mulher entre os top 10 da lista de bilionários. O número de mulheres na lista da Forbes passou de 33 para 46 de 2019 para este ano. O ranking de bilionários brasileiros em 2020 tem 238 nomes. Os dados foram publicados pelo portal Uol.

O Magalu, Magazine Luiza, ocupou na última semana o centro dos debates sobre o racismo no Brasil depois que anunciou um processo de contraração de trainees exclusivo para negros e negras. Luiza Trajano é uma empresária tradicionalmente ligada às causas progressistas no país, tendo apoiado os governos do PT e a luta contra o racismo. 

De acordo com a revista Forbes, a valorização do Magazine Luiza foi alavancada pela estratégia de inovação digital da companhia e investimento no e-commerce. A rede de lojas também adquiriu Netshoes e três plataformas digitais de mídia: a Canaltech, a Unilogic Media e a InLoco Media. 

Luiza Trajano atua como presidente do conselho de administração da companhia. 

Veja agora as 10 primeiras mulheres do ranking da Forbes: 

8º) Luiza Trajano (Magazine Luiza): R$ 24 bilhões 

14º) Dulce Pugliese de Godoy Bueno (Amil): R$ 16,34 bilhões 

28º) Flávia Bittar Garcia Faleiros (Magazine Luiza): R$ 11,46 bilhões 

32º) Miriam Voigt Schwartz (Weg): R$ 10,77 bilhões 33º) Cladis Voigt Trejes (Weg): R$ 10,66 bilhões 

34º) Valsi Voigt (Weg): R$ 10,56 bilhões 44º) Maria Helena Moraes Scripilliti (Votorantim): R$ 9,46 bilhões 

50º) Ana Lúcia Barretto Villela (Itaú Unibanco): R$ 8,74 bilhões 

53º) Camilla de Godoy Bueno Grossi (Amil e Dasa): R$ 8,5 bilhões 

66º) Lily Safra (Banco Safra): R$ 6,76 bilhões 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email