Empresas citadas na Lava Jato doaram R$ 35,3 mi a partidos

Lista apreendida na casa de ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa aponta repasses eleitorais em 2010 de mais de R$ 35,3 milhões da Mendes Júnior, UTC/Constran, Engevix, Iesa, Hope RH e Toyo Setal, em sua maioria para siglas da base governista; PSDB, PPS, DEM e PSB também receberam repasse 

Lista apreendida na casa de ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa aponta repasses eleitorais em 2010 de mais de R$ 35,3 milhões da Mendes Júnior, UTC/Constran, Engevix, Iesa, Hope RH e Toyo Setal, em sua maioria para siglas da base governista; PSDB, PPS, DEM e PSB também receberam repasse 
Lista apreendida na casa de ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa aponta repasses eleitorais em 2010 de mais de R$ 35,3 milhões da Mendes Júnior, UTC/Constran, Engevix, Iesa, Hope RH e Toyo Setal, em sua maioria para siglas da base governista; PSDB, PPS, DEM e PSB também receberam repasse  (Foto: Roberta Namour)

247 – Empresas citadas em lista encontrada na casa do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa doaram R$ 35,3 milhões a campanha eleitorais de 2010 de partidos da base governista. PSDB, PPS e DEM também receberam repasse.

Costa foi preso pela PF na Operação Lava Jato por suspeita de agir em conluio com o doleiro Alberto Youssef, em esquema de lavagem de dinheiro que movimentou R$ 10 bilhões. Os dois são suspeitos de repassar suborno a políticos. 

Na planilha apreendida pela PF, constam a Mendes Júnior, UTC/Constran, Engevix, Iesa, Hope RH e Toyo Setal. 

Segundo levantamento no sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), elas concentraram doações para o PT, PMDB, PP, PR, PC do B, PRTB e PSB, do presidenciável Eduardo Campos.

Leia aqui matéria da Folha de S. Paulo sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247