Enfermeiros reagem às agressões de Bolsonaro

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo relatou "profunda indignação, junto à inferiorização da categoria" com o fato de Jair Bolsonaro "tratar a desvalorização como algo natural, ao citar os baixos salários da categoria, quando na verdade deveria combatê-la, na busca por mais justiça social"

www.brasil247.com -
(Foto: PR | Reprodução)


247 - O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo publicou uma nota em repúdio à fala de Jair Bolsonaro.

Em entrevista à jornalista Leda Nagle, o ocupante do Planalto afirmou que, o médico não passa no Revalidade, "vai arranjar outra profissão ou então ficar como enfermeiros, ganhando menos, é uma proposta pra eles".

O conselho afirmou ser necessário esclarecer "o verdadeiro valor e as competências" da profissão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Também causa profunda indignação, junto à inferiorização da categoria, o presidente da República tratar a desvalorização como algo natural, ao citar os baixos salários da categoria, quando na verdade deveria combatê-la, na busca por mais justiça social", acrescentou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Cofen (Conselho Federal) em conjunto com todos os conselhos regionais de enfermagem (Cofen e Coren)  publicaram em conjunto uma carta aberta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Vinda do mais alto mandatário da nação, [a declaração] é inaceitável". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email