Entidades judaicas processam Ciro por declarações consideradas antisemitas

Confederação Israelita do Brasil (Conib) e a Sociedade Israelita do Ceará (SIC) ingressaram com uma representação criminal contra o ex-governador e ex-candidato à Presidência da República Ciro Gomes por declarações antissemitas; entidades judaicas pedem que Ciro explique o teor das declarações que deu ao site Huffpost Brasil, onde citou o presidente Jair Bolsonaro como amigo de "corruptos da comunidade judaica"

Entidades judaicas processam Ciro por declarações consideradas antisemitas
Entidades judaicas processam Ciro por declarações consideradas antisemitas

247 - A Confederação Israelita do Brasil (Conib) e a Sociedade Israelita do Ceará (SIC) ingressaram com uma representação criminal contra o ex-governador e ex-candidato à Presidência da República Ciro Gomes por declarações antissemitas. Na representação por injúria racial, entregue à Procuradoria-Geral da República, as entidades judaicas pedem que Ciro explique o teor das declarações que deu ao site Huffpost Brasil, onde citou o presidente Jair Bolsonaro como amigo de "corruptos da comunidade judaica". (Leia no Brasil 247)

"Agora Bolsonaro diz aos grupos de interesse o que eles querem ouvir. Por exemplo, para os amigos dele aí, esses corruptos da comunidade judaica, que acham que, porque são da comunidade judaica, têm direito de ser corrupto", afirmou Ciro na entrevista.

"Mais uma vez, Ciro Gomes nos ataca de forma generalizada, agora chamando membros da comunidade de "corruptos". Não vemos Ciro ligar outras minorias ou grupos à corrupção no Brasil. Se pretende ser visto como um político despido de ódios e preconceitos, cabe ao ex-governador se retratar das infelizes declarações contra os judeus brasileiros", destacou a Conib por meio de nota.

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247