Ernesto Araújo teve chilique ao se ver fora da reunião Bolsonaro-Trump

Depois de ver o deputado federal Eduardo Bolsonaro participar do encontro privado entre os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump, o chanceler Ernesto Araújo teve um chilique; os ministros brasileiros presentes testemunharam a descompensação do chanceler, que ficou fora da reunião, realizada no Salão Oval da Casa Branca, em Washington; o ministro Paulo Guedes tentou acalmá-lo; segundo relatos, Araújo se irritou depois de ler, na coluna da jornalista Miriam Leitão, que se ele tivesse alguma "fibra" pediria para deixar o cargo

Ernesto Araújo teve chilique ao se ver fora da reunião Bolsonaro-Trump
Ernesto Araújo teve chilique ao se ver fora da reunião Bolsonaro-Trump (Foto: Reuters)

247 - Depois de confirmada a participação do deputado federal Eduardo Bolsonaro no encontro privado entre os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump, o chanceler Ernesto Araújo teve um chilique. Os ministros brasileiros presentes testemunharam a descompensação do chanceler, que ficou fora da reunião, realizada no Salão Oval da Casa Branca, em Washington. O ministro Paulo Guedes tentou acalmá-lo. Segundo relatos, Araújo se irritou depois de ler, na coluna da jornalista Miriam Leitão, que se ele tivesse alguma "fibra" pediria para deixar o cargo. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "a percepção dos presentes foi de que o ministro às vezes tem comportamento instável."

A matéria ainda acrescenta que "como o secretário de Estado dos EUA (cargo equivalente ao de ministro das Relações Exteriores), Mike Pompeo, não estava presente no encontro, não seria esperado que Araújo estivesse. Pompeo estava em viagem no exterior e não participou em nenhum momento da visita de Bolsonaro aos EUA."

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247