Erros em política externa levam décadas para corrigir, alerta Buarque

O senador e ex-ministro da Educação Cristovam Buarque (PPS-DF) se posicionou de forma contrária ao anúncio feito pelos filhos do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) de que a Embaixada do Brasil em Israel será transferida de Tel Aviv para Jerusalém;  "É um erro geográfica e historicamente e mostra desrespeito com a comunidade árabe. Erros em política externa levam décadas para corrigir", destacou; ele também pediu que o Senado faça "um gesto" contra a iniciativa para evitar "nos deixar isolados com os EUA" 

Erros em política externa levam décadas para corrigir, alerta Buarque
Erros em política externa levam décadas para corrigir, alerta Buarque (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

247 - O senador e ex-ministro da Educação Cristovam Buarque (PPS-DF) se posicionou de forma contrária ao anúncio feito pelos filhos do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) de que a Embaixada do Brasil em Israel será transferida de Tel Aviv para Jersualém. "É um erro geográfica e historicamente e mostra desrespeito com a comunidade árabe. Erros em política externa levam décadas para corrigir", destacou.

Em outro Twitter, Buarque também que o Senado faça "um gesto" contra a iniciativa. "Isso vai nos deixar isolados com EUA. O filho do futuro presidente fazendo comunicado em nome da política externa brasileira é perigoso e tem repercussão no mundo inteiro", postou.

A transferência da embaixada para Jerusalém poderá afetar diretamente as relações comerciais do Brasil com 22 países-membros da Liga Árabe, que não reconhecem Jerusalém como sendo a capital israelense Neste ano, o volume de exportações do Brasil para esses países deve chegar a US$ 9,3 bilhões.

Confira os Twitters de Cristovam Buarque sobre o assunto. 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247