Erundina defende democracia e critica obscurantismo e é vaiada por bolsonaristas

Deputada federal Luíza Erundina (PSOL-SP), única parlamentar premiada em todas as edições do Prêmio Congresso em Foco, foi alvo de vaias de bolsonaristas durante a cerimônia de premiação deste ano, realizada nesta quinta-feira (19), em Brasília. Vaias aconteceram após ela usar o seu discurso para criticar o obscurantismo, a censura e a escalada autoritária do governo Jair Bolsonaro

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)

247 - A deputada federal Luíza Erundina (PSOL-SP), única parlamentar premiada em todas as edições do Prêmio Congresso em Foco, foi alvo de vaias de bolsonaristas ao fazer um discurso contra a censura e o obscurantismo do governo Jair Bolsonaro durante a cerimônia de premiação deste ano, realizada nesta quinta-feira (19), em Brasília. 

“Lamentavelmente vivemos tempos obscuros em nosso país, onde se convive com as mais odiosas formas de censura e afronta à liberdade de expressão, à livre manifestação do pensamento, das artes, da cultura e que, sem dúvida nenhuma, atenta contra a democracia e o Estado Democrático de Direito. É intolerável, sobretudo, aos que resistiram ao longo período da ditadura militar, marcado por arbitrariedades e graves violações aos direitos e à dignidade humana, conviver e assistira à escalada autoritária promovida por esse governo obscurantista”, disse Erundina durante sua fala. 

Embora aplaudida por colegas de bancada e por outros parlamentares, deputados e assessores bolsonaristas vaiaram Erundina que, aos 84 anos, ficou entre os 10 melhores deputados na votação popular. 

O jornalista George Marques, da Revista Fórum, que acompanhou a premiação, classificou o episódio como algo “sintomático. A deputada Luiza Erundina foi vaiada no Prêmio Congresso em Foco ao manifestar-se contra a censura, pela liberdade de expressão e contra a ditadura militar enaltecida por Bolsonaro. Sintomas de um Brasil doente”. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247