Especialistas em política externa preveem queda de Ernesto Araújo

Segundo especialistas em política externa, o governo de Joe Biden, que será empossado na próxima quarta-feira (20), coloca em risco o cargo de Ernesto Araújo como chanceler do Brasil

www.brasil247.com - Ernesto Araújo
Ernesto Araújo (Foto: REUTERS/Adriano Machado)


247 - Com a chegada de Joe Biden ao poder a partir de 20 de janeiro, instala-se a incerteza sobre como o Brasil comandará a sua política externa nos próximos anos. O chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, é o expoente de uma política alinhada a Donald Trump. Com a saída do aliado do poder no país vizinho, o ministro pode não sobreviver ao cargo.

A análise é de especialistas em Política externa entrevistados pelo UOL, que consideram a necessidade de um sinal de paz por parte do Brasil após os ataques de Jair Bolsonaro ao novo presidente estadunidense. Este sinal poderia ser a demissão do atual ministro de Relações Exteriores. 

O professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas), Guilherme Casarões, diz que é inédito na história das relações externas do Brasil um chanceler declaradamente fã de um presidente americano, como Ernesto Araújo é de Donald Trump. "Chanceleres já caíram por muito menos na história do Brasil", diz o professor. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Araújo se tornou chanceler com a promessa de trazer uma "nova política externa" ao Itamaraty — uma política de alinhamento automático aos Estados Unidos e contra o globalismo. Porém, para analistas em relações internacionais, o alinhamento na verdade foi ao presidente Trump, o que se provou problemático especialmente após suas ações nos últimos dias no cargo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia a íntegra da reportagem no UOL.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email