Esquema de laranjas do PSL ligado a ministro do Turismo será investigado em Minas

O esquema de quatro laranjas eleitorais do PSL, partido de Jair Bolsonaro, vinculado ao ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio, será investigado pela Procuradoria-Regional Eleitoral de Minas Gerais; o chefe do Ministério Público Eleitoral do estado, Angelo Giardini de Oliveira, encaminhou relatório para a Promotoria Eleitoral destacando: "os fatos narrados podem configurar, em tese, os crime de apropriação indébita eleitoral, falsidade ideológica eleitoral (...) e ameaça"

Esquema de laranjas do PSL ligado a ministro do Turismo será investigado em Minas
Esquema de laranjas do PSL ligado a ministro do Turismo será investigado em Minas (Foto: LUCIO BERNARDO JR )

247 - O esquema de quatro laranjas eleitorais do PSL, partido de Jair Bolsonaro, vinculado ao ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio, será investigado pela Procuradoria-Regional Eleitoral de Minas Gerais. O chefe do Ministério Público Eleitoral do estado, Angelo Giardini de Oliveira, encaminhou relatório para a Promotoria Eleitoral destacando: "os fatos narrados podem configurar, em tese, os crime de apropriação indébita eleitoral, falsidade ideológica eleitoral (...) e ameaça".

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo informa que "o deputado Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) toma posse no plenário da Câmara. Ele foi exonerado do cargo de ministro do Turismo, mas retornou à pasta mesmo a divulgação de esquema de candidaturas laranjas que envolve seu nome. O procurador requereu ainda à Justiça, dois dias depois, o congelamento por oito meses do trâmite da prestação de contas de campanha das candidatas, a fim de que as apurações criminais sejam levadas em conta nessa análise."

A matéria ainda destaca que "no documento, o procurador lista como base a reportagem da Folha que mostrou que quatro candidatas a deputada estadual e federal do interior de Minas receberam R$ 279 mil da direção nacional do PSL —figurando entre as 20 mais agraciadas no país com as verbas da sigla— e tiveram uma votação inexpressiva, de cerca de 2.000 votos."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247