Estudante da USP foi morto por dois bandidos; FEA quer mais policiamento

Eles circularam por uma hora dentro do campus antes de fazer a abordagem

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O estudante Felipe Ramos de Paiva, de 24 anos, foi morto por dois homens que circularam no saguão e nas imediações da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP) por pelo menos uma hora antes do crime. O jovem, que cursava o 4.º ano de Ciências Atuariais, foi assassinado com tiro na cabeça, na noite de anteontem, no estacionamento da instituição.

A polícia divulgou imagens dos suspeitos, filmados por uma câmera da faculdade. Minutos antes do crime, eles tentaram abordar outro aluno no ponto de ônibus na frente da faculdade. Esse estudante se transformou na principal testemunha do caso. Segundo o delegado Maurício Guimarães Soares, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), um dos suspeitos o abordou no ponto com “perguntas estranhas”.

Na avaliação da polícia, os criminosos estavam à procura de vítimas. “São dois indivíduos que não são do ambiente estudantil. Estavam à caça para cometer delitos”, disse o delegado Jorge Carlos Carrasco, diretor do DHPP. “Não descartamos nenhuma hipótese, mas tudo leva a crer que se tratou de tentativa de roubo”, afirma Carrasco. A polícia está fazendo buscas na região. De janeiro até agora, ocorreram oito roubos de veículos na Cidade Universitária.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email