"Eu fico triste ao ver o que Bolsonaro está fazendo", diz ministro do STF

Marco Aurélio Mello, ministro do STF, disse que temia a eleição de Jair Bolsonaro como presidente por seu histórico de ataque às minorias. Com Bolsonaro eleito, o ministro se diz "triste" com a postura do mandatário

Marco Aurélio Mello e Jair Bolsonaro
Marco Aurélio Mello e Jair Bolsonaro (Foto: STF | Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou em entrevista ao jornal Correio Braziliense, que temia a possível eleição de Jair Bolsonaro como presidente do Brasil. Agora, com Bolsonaro eleito, o ministro se diz "triste" com a postura do mandatário.

"Eu fico triste ao ver o que o presidente da República está fazendo", disse ele, ao ser questionado sobre o crescente volume de ações judiciais apresentadas contra Bolsonaro pelo descumprimento às recomendações de isolamento.

"O isolamento social é a única maneira de nos preservarmos e evitarmos uma sobrecarga do sistema de saúde. Eu estou trabalhando em casa; afinal, tenho 73 anos e faço parte do grupo mais vulnerável. Se houver um contágio desmedido pelo vírus, certamente não haverá atendimento para todos que dele necessitarem", reforçou.

Marco Aurélio lembrou que, em 2017, durante palestra na Universidade de Coimbra, em Portugal, manifestou preocupação e temor com a ascensão política de populistas de extrema direita, como Bolsonaro.

"Falei sobre a Hungria, os Estados Unidos com Donald Trump, e disse que temia pelo Brasil, com a possível eleição de Jair Bolsonaro, um político que passou a vida inteira atacando as minorias e pregando um combate intenso contra a corrupção. Premonição? Não, só experiência de vida", afirmou o ministrop.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247