"Eu sou imbrochável", diz Bolsonaro, após admitir sua "incompetência"

Ao falar com apoiadores na porta do Palácio do Alvorada, nesta sexta-feira (6), Jair Bolsonaro disse que reconhece suas "limitações, fragilidades e incompetência", mas disse que é "imbrochável".

(Foto: ADRIANO MACHADO - REUTERS)

247 - Ao sair do carro para falar com apoiadores na porta do Palácio da Alvorada, nesta sexta-feira (6), Jair Bolsonaro disse que reconhece suas "limitações" e "incompetência", mas não demorou muito para soltar mais uma pérola.

"Reconheço as minhas limitações, as minhas fragilidades, a minha incompetência em alguns momentos", disse ele. Após falar por alguns minutos, Bolsonaro completou: "Eu sou imbrochável".

Não é a primeira vez que ele usa a expressão. Em maio do ano passado, em plena campanha, Bolsonaro também usou o termo durante evento na Federação da Indústria do Rio Grande do Norte para reclamar da imprensa.

“Tudo é empecilho para que eu saia de combate. Tenho certeza, eu sou imbrochável”, declarou na época.

Bolsonaro voltou a defender a indicação de Augusto Aras, para o comando do Ministério Público Federal como procurador-geral da República. Segundo ele, PGR não deve apenas focar em corrupção.

"A gente não pode focar apenas em corrupção, essa função é muita coisa. É questão ambiental, direitos humanos, minoria, direitos humanos de cidadão de bem… tem a ver indiretamente também com economia muita coisa", disse ou o presidente.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247