EUA fazem acordo com governo Bolsonaro para destruir Amazônia

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o ministro das Relações Exteriores do Braisl, Ernesto Araújo, anunciaram nesta sexta acordo nesta sexta para que o governo estadunidense finacie projetos empresariais na Amazônia

Ministro Ernesto Araújo e o Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo
Ministro Ernesto Araújo e o Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo (Foto: Rafael Beltrami/MRE)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com DCM - Ao fim de reunião entre o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o ministro das Relações Exteriores do Braisl, Ernesto Araújo, nesta sexta-feira (13) em Washington, ambos anunciaram um acordo para que os EUA possam "promover o desenvolvimento do setor privado na Amazônia". Os dois prometeram um fundo de conservação da biodiversidade de US$ 100 milhões para a Amazônia, liderado pelo setor privado.

Araújo disse que abrir a floresta tropical para o desenvolvimento econômico é  "a única maneira de protegê-la". Ernesto Araujo também reagiu às críticas ao manejo brasileiro dos incêndios florestais. Ele disse a repórteres em Washington que afirma que o país “não é capaz de lidar com os desafios” era falso.

Na sexta-feira, a Finlândia instou os países da União Europeia a considerarem interromper a importação de carne bovina e soja do Brasil, a fim de pressionar o Brasil a combater os incêndios na Amazônia.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email