Ex-assessora de Flávio Bolsonaro citada em escândalo da 'rachadinha' ganha R$ 407 mil de campanhas bolsonaristas

Dinheiro utilizado para pagar a técnica em contabilidade sai, principalmente, dos fundos eleitoral e partidário, além de doações privadas

www.brasil247.com - Flávio Bolsonaro
Flávio Bolsonaro (Foto: Alessandro Dantas)


247 - A técnica em contabilidade, Alessandra Ferreira de Oliveira, ex-assessora do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) quando ele ocupava uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e citada na investigação do escândalo das “rachadinhas”, recebeu R$ 407 mil de campanhas bolsonaristas nestas eleições. 

De acordo com a Folha de S. Paulo, Alessandra “foi a escolhida para prestar serviços a 28 candidatos e candidatas. A maioria dos contratantes (18) é filiada ao PL, atual partido de Flávio. A lista de contratantes inclui o irmão de Flávio, deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), que tenta a reeleição. Há ainda quatro integrantes do PP e do Republicanos, legendas que compõem a coligação do presidente Jair Bolsonaro (PL)”.

O dinheiro utilizado para pagar a técnica em contabilidade saiu, principalmente, dos fundos eleitoral e partidário, além de doações privadas, segundo as prestações de contas das campanhas que foram encaminhadas ao Tribunal Superior Eleitoral até a sexta-feira (23). Ainda segundo a reportagem, os pagamentos à Alessandra foram feitos por meio de duas empresas registradas em seu nome, a Ale Soluções Empresarial e a Mandato Prime Serviços.

A Mandato Prime recebeu como sócia, em maio deste ano, a advogada Karina Kufa, que já atuou na defesa de Jair Bolsonaro (PL) e atualmente presta serviços de consultoria jurídica e advocatícios para a campanha do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP). 

Em uma mensagem enviada à Folha de S. Paulo, Alessandra diz que é uma "pessoa séria, trabalha duro, estuda e se atualiza" e que desde 2018 é perseguida pela imprensa com o objetivo de "atingir a família Bolsonaro".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email