Ex-ministro da Justiça cobra demissão de Heleno por cocaína em avião presidencial

O ex-ministro da Justiça, Eugênio Aragão, publicou no Twitter na madrugada desta quinta-feira (27) crítica ao general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional do governo Bolsonaro e defendeu a sua demissão, devido ao apisódio da apreensão de 39 quilos de cocaína em avião da comitiva presidencial em viagem ao exterior

(Foto: PT | ABr | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Justiça, Eugênio Aragão, publiou no Twitter na madrugada desta quinta-feira (27)  crítica ao general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional do governo Bolsonaro e defendeu a sua demissão, devido ao apisódio da apreensão de 39 quilos de cocaína em avião da comitiva presidencial em viagem ao exterior.   

Segundo Aragão, não é preciso ter bola de cristal para exercer atividade de Inteligência, mas buscar corretamente as informações.   

O ex-ministro adverte que a segurança do presidente é de responsabilidade do general à frente do GSI e "permitir que membro da comitiva pratique crime em avião presidencial é gravíssima falha".   

Na véspera, o general-ministro disse que não havia como prever que um militar estivesse carregando 39 quilos de cocaína em um avião da comitiva de  Bolsonaro

"Peça para sair", disse Aragão ao general.

Gen Heleno, p/atividade de inteligência, ñ é preciso ter bola de cristal, apenas buscar informação.A segurança do presidente é de sua responsabilidade no GSI e permitir q membro da comitiva pratique crime em avião presidencial é gravíssima falha,q vai para sua conta. Peça p/sair.
— Eugênio J G de Aragão (@eugenio_aragao) 27 de junho de 2019

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email