Ex-presidentes do PT pedem para que partido tire apoio a candidato do MDB em Belford Roxo

Seis ex-presidentres do PT emitiram uma nota para a atual presidente, Gleisi Hoffmann, pedindo para que o partido retire o apoio ao candidato do MDB, Waguinho, à prefeitura de Berford Roxo. Doz a nota: "nenhuma aliança pode ser estabelecida com o neofascismo"

Waguinho, do MDB
Waguinho, do MDB (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O apoio do PT à candidatura do MDB à prefeitura de Belford Roxo, no estado do Rio, deixou petistas históricos indignados. Seis ex-presidentres do partido emitiram uma nota para portestar contra o apoio. 

Leia a nota na íntegra: 

10 de agosto de 2020

Companheira Gleisi Hoffmann

Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores

Na condição de ex-presidentes de nosso partido, preocupados com a grave situação de nosso país, gostaríamos de solicitar ao Diretório Nacional que imediatamente retificasse a autorização para que o PT apoie a reeleição do atual prefeito de Belford Roxo (RJ), do MDB, notório por sua cumplicidade com o bolsonarismo.

As resoluções de nosso VII Congresso e da direção partidária são inequívocas: nenhuma aliança pode ser estabelecida com o neofascismo, com os partidos e candidatos que o representam em qualquer espaço do território nacional.

O PT deve ser exemplo de coerência e firmeza, por todo o país, refutando qualquer concessão na batalha que trava nosso povo contra o autoritarismo.

Atenciosamente

Olívio Dutra

José Dirceu de Oliveira e Silva

José Genoíno

Tarso Genro

Ricardo Berzoini

Rui Falcão

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247