Ex-Procuradora diz que Lula tem direito a visitas ilimitadas

Em artigo publicado na Folha, a ex-procuradora do MP-SP Luiza Nagib Eluf afirma ser "inadequada a proibição referente às visitas ao ex-presidente Lula"; "A lei não diz que uma pessoa pública e com grande número de apoiadores, uma vez encarcerada, deverá sofrer limitações no direito de receber visitas. Os presos comuns não sofrem esse tipo de restrição"

Em artigo publicado na Folha, a ex-procuradora do MP-SP Luiza Nagib Eluf afirma ser "inadequada a proibição referente às visitas ao ex-presidente Lula"; "A lei não diz que uma pessoa pública e com grande número de apoiadores, uma vez encarcerada, deverá sofrer limitações no direito de receber visitas. Os presos comuns não sofrem esse tipo de restrição"
Em artigo publicado na Folha, a ex-procuradora do MP-SP Luiza Nagib Eluf afirma ser "inadequada a proibição referente às visitas ao ex-presidente Lula"; "A lei não diz que uma pessoa pública e com grande número de apoiadores, uma vez encarcerada, deverá sofrer limitações no direito de receber visitas. Os presos comuns não sofrem esse tipo de restrição" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - Em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, a ex-procuradora do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) Luiza Nagib Eluf afirma ser "inadequada a proibição referente às visitas ao ex-presidente Lula".

"A lei não diz que uma pessoa pública e com grande número de apoiadores, uma vez encarcerada, deverá sofrer limitações no direito de receber visitas. Os presos comuns não sofrem esse tipo de restrição. Lula foi presidente do Brasil e tal posição é de ser minimamente dignificada, apesar dos erros cometidos e pelos quais está respondendo", diz.

A ex-procuradora reforça que "as leis existem para serem cumpridas". "Quem tem a caneta na mão somente pode usá-la dentro dos limites prescritos em nosso ordenamento jurídico, acima de tudo a Constituição", acrescenta.

Leia a íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247