Exército abre processo disciplinar contra Pazuello por participação em ato com Bolsonaro

O processo tem duração de pelo menos 30 dias e se encerra com a definição da punição a qual o ex-ministro e general será submetido. Pazuello participou no domingo de manifestação ao lado de Bolsonaro

Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O comandante do Exército, general Paulo Sérgio, decidiu nesta segunda-feira (24) abrir um processo disciplinar contra o ex-ministro da Saúde e general Eduardo Pazuello. No domingo (23), Pazuello participou de ato ao lado de Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro.

Além de provocar aglomeração e dispensar o uso de máscara para proteção contra Covid-19, Pazuello ignorou estatuto que proíbe a participação de militares da ativa em manifestações políticas.

Pazuello será notificado sobre o processo. A previsão é de que a investigação sobre a conduta do general dure no mínimo 30 dias,

PUBLICIDADE

O ex-ministro tem o direito de se defender durante a apuração.

Ao final do processo, será decidida a punição que será aplicada contra Pazuello.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email