Exército libera armas usadas por polícia e Taurus comemora

O Exército definiu os calibres que passam a ser liberados no Brasil. A lista confirma que civis podem comprar munições que antes eram de uso restrito, 9 mm, .40 e .45, mas proíbe a liberação de fuzis. A decisão foi celebrada pela Taurus, a maior fabricante de armas do País.

Ação da Taurus cai quase 5% com recuo do governo e veto de fuzil a cidadão
Ação da Taurus cai quase 5% com recuo do governo e veto de fuzil a cidadão (Foto: Sputnik / Ramil Sitdikov)

247 - O Exército definiu os calibres que passam a ser liberados no Brasil. A lista confirma que civis podem comprar munições que antes eram de uso restrito, 9 mm, .40 e .45, mas proíbe a liberação de fuzis. A decisão foi celebrada pela Taurus, a maior fabricante de armas do País.  

A repostagem do jornal O Estado de S. Paulo replica o comunicado da Taurus: "a Taurus terá a oportunidade de oferecer ao mercado brasileiro quase toda a sua linha de produtos, com diferentes tipos de calibres em vários modelos de armas, que já oferecemos aos clientes de todo o mundo, e que até então só oferecíamos uma pequena parcela deste portfólio", diz a empresa, em nota. "Isso certamente vai incrementar as vendas da companhia e nos aproximar muito dos nossos clientes, fortalecendo a marca." 

A matéria ainda informa que "a portaria do Exército disciplina uma série de decretos do presidente Jair Bolsonaro que facilita o acesso a armas de fogo no País, alterando previsões do Estatuto do Desarmamento. Em maio, um decreto já havia aumentado o rol de armamentos que poderiam ser comprados por cidadãos comuns, ao ampliar o limite de energia de disparo de 407 para 1.620 joules."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247