Extrema-direita agoniza nas ruas junto com Sergio Moro

Em movimento esvaziado, a extrema-direita foi às ruas com a mesma carga de ódio que caracterizou manifesstações anteriores. Eles pediram o fechamento do STF e manifestaram apoio a Sergio Moro, acuado pelas denúncias de vários veículos de imprensa que o acusam - com provas - de conluio com o Ministério Público

247 - Em movimento esvaziado, a extrema-direita foi às ruas com a mesma carga de ódio que caracterizou manifesstações anteriores. Eles pediram o fechamento do STF e manifestaram apoio a Sergio Moro, acuado pelas denúncias de vários veículos de imprensa que o acusam - com provas - de conluio com o Ministério Público

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "o ranço com Congresso e Supremo era tão presente quanto os apoios ao ex-juiz. Um minicaminhão com faixa do movimento Nas Ruas trazia na lateral uma cartolina que lembrava a frase do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre bastar um cabo e um soldado para fechar a mais alta corte do Judiciário brasileiro. Para ilustrar, um desenho do personagem Recruta Zero."

A matéria ainda acrescenta que "o mesmo veículo anunciava a venda de copos do Moro e do presidente Jair Bolsonaro (PSL) por R$ 10. Pediam essa ajuda financeira dos protestantes, alegando que faziam um ato “do povo para o povo”, sem ajuda de CUT e MST, como seria o caso de manifestações esquerdistas."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247