Fachin: "quem trata de eleições são as forças desarmadas"

Declaração do presidente do TSE foi feita em meio a uma nova ofensiva de Jair Bolsonaro e seus aliados contra o sistema eleitoral

www.brasil247.com - Edson Fachin
Edson Fachin (Foto: Reuters)


Ricardo Brito, Reuters - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Edson Fachin, afirmou nesta quinta-feira que a corte não se dobrará a quem quer que seja e destacou que é a população desarmada quem trata das eleições no país, em fala durante solenidade de acompanhamento de uma das etapas dos testes públicos de segurança das urnas eletrônicas. 

"A contribuição que se pode fazer é de acompanhamento do processo eleitoral. Quem trata de eleições são forças desarmadas e, portanto, as eleições dizem respeito à população civil, que de maneira livre e consciente escolhem seus representantes", disse ele, reiterando que o processo eleitoral brasileiro é limpo e seguro. 

"Logo, diálogo sim, colaboração sim... mas na Justiça Eleitoral que dá a palavra final é Justiça Eleitoral e assim será durante a minha presidência e estou seguro de que isso também prosseguirá na gestão do ministro Alexandre de Moraes", emendou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Moraes sucederá Fachin no comando da corte e a presidirá durante as eleições gerais de outubro deste ano. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"A Justiça Eleitoral está aberta a ouvir, mas jamais estará aberta a se dobrar a quem quer que seja tomar as rédeas do processo eleitoral", reforçou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os comentários de Fachin ocorrem em meio a novas críticas e ataques feitos pelo presidente Jair Bolsonaro ao sistema de votação eletrônico. Bolsonaro sugeriu que as Forças Armadas façam uma apuração paralela da eleição, iniciativa que não tem qualquer amparo legal.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email