Fatalista, Moreira Franco diz que o estrago está feito

Secretário-geral da Presidência da República, Moreira Franco, reconheceu que o estrago provocado pela Operação Carne Fraca da Polícia Federal já está feito e criticou o que chamou de espetacularização da cobertura da imprensa em torno das investigações; "A espetacularização da cobertura é muito mais grave que o fato. Se acontece um problema nesse setor, as dimensões econômico-financeiras e no emprego são infinitamente superiores a do setor de petróleo e gás, disse; segundo ele, a cobertura de assuntos relativos a economia por parte da imprensa merece ser tratada de forma mais cuidadosa que as "futricas" políticas

Secretário do Programa de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco
Secretário do Programa de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, reconheceu que o estrago provocado pela Operação Carne Fraca da Polícia Federal já está feito e criticou o que chamou de espetacularização da cobertura da imprensa em torno das investigações.

"A espetacularização da cobertura é muito mais grave que o fato. Se acontece um problema nesse setor, as dimensões econômico-financeiras e no emprego são infinitamente superiores a do setor de petróleo e gás (em referência às investigações conduzidas pela PF na Petrobras). O estrago foi feito e nós estamos correndo para segurar", disse Moreira Franco ao jornal O Globo.

Segundo ele, a cobertura de assuntos relativos a economia por parte da imprensa merece ser tratada de forma mais cuidadosa que as "futricas" políticas. "Você não pode tratar as questões econômicas com a mesma ligeireza da cobertura das futricas do Salão Verde e do Salão Azul, da Câmara dos Deputados e do Senado. No mercado europeu, por exemplo, França e Irlanda disputam palmo a palmo com a carne brasileira", destacou.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247