FHC adere ao 'ele não' e sinaliza voto em Haddad no segundo turno

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), mentor intelectual do golpe parlamentar de 2016, afirmou a amigos que por exclusão, terá de apoiar o candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno; informação foi divulgada pelo Catraca Livre; "FHC suspeita que, com Jair Bolsonaro, haverá um risco autoritário permanente e crise institucional, devido sua fragilidade de apoios no Congresso", diz o veículo; líder tucano dá a senha para a ala do PSDB que não irá se alinhar à extrema-direita 

www.brasil247.com - FHC adere ao 'ele não' e sinaliza voto em Haddad no segundo turno
FHC adere ao 'ele não' e sinaliza voto em Haddad no segundo turno


247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), mentor intelectual do golpe parlamentar de 2016 e um dos responsáveis pelo fortalecimento da extrema-direita no País, afirmou a amigos que por exclusão, terá de apoiar o candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno.

A informação foi divulgada pelo site Catraca Livre. "FHC não gosta da volta do PT, por considerar que o partido não defende o que considera as reformas necessárias para o país – especialmente a da previdência. Considera ainda que o PT não tem uma visão econômica "correta" sobre como devolver o crescimento ao país, já que defende uma presença forte do Estado. Mesmo assim, ele considera que o Jair Bolsonaro seria uma opção pior, uma "ameaça" à democracia. FHC suspeita que, com Jair Bolsonaro, haverá um risco autoritário permanente e crise institucional, devido sua fragilidade de apoios no Congresso", diz o veículo. 

O candidato do PSDB a presidente, Geraldo Alckmin, segue patinando na campanha. Na pesquisa Ibope divulgada nessa terça-feira, 18, Alckmin oscilou negativamente de 9% para 7% e está praticamente eliminada a possibilidade do tucano ir ao segundo turno. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email