FHC rechaça Major Olímpio: falar em armar professores é um desatino

O ex-presidente FHC rechaçou a declaração do senador Major Olímpio (PSL-SP) de que, se professores estivessem armadas, teriam evitado a tragédia em uma escola da rede estadual em Suzano (SP), onde oitos pessoas foram mortas por dois atiradores; "Falar em armar professores é um desatino. Armas devem estar nas mãos de policiais e militares que saibam usá-las para proteger cidadãos e retira-las de bandidos que atazanam o povo", disse FHC

FHC rechaça Major Olímpio: falar em armar professores é um desatino
FHC rechaça Major Olímpio: falar em armar professores é um desatino

247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso rechaçou a declaração do senador Major Olímpio (PSL-SP) de que, se professores estivessem armadas, teriam evitado a tragédia em uma escola da rede estadual em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo. Nesta quarta-feira (13) dois jovens - um de 17 e outro de 25 anos - mataram oito pessoas na unidade. Depois um deles atirou no comparsa e se matou sem seguida, aumentando para dez o número de mortos.

"A chacina da escola de Suzano requer solidariedade às vítimas e reflexão: falar em armar professores é um desatino. Armas devem estar nas mãos de policiais e militares que saibam usá-las para proteger cidadãos e retira-las de bandidos que atazanam o povo", postou o ex-presidente no Twitter.

De acordo com o senador Major Olímpio, do mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, se os professores estivessem armados na escola, a situação poderia ter sido "minimizada". "Se tivesse um cidadão com uma arma regular, dentro da igreja, de escola, professor, servente, policial aposentado trabalhando lá, poderia ter minimizado o tamanho da tragédia", afirmou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247