Físico alerta: 'a Floresta Amazônica tem milhares de vírus como este, escondidos'

“O que estamos fazendo não faz sentido. É só uma questão de tempo para que outra pandemia como esta entre em contato com a gente. Sem ir longe, na Floresta Amazônica, existem milhares de vírus como este, escondidos”, diz o físico Paulo Artaxo

Paulo Artaxo e coronavírus
Paulo Artaxo e coronavírus (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O mundo pode não estar passando apenas por uma pandemia de coronavírus “extraordinária” e “atípica”. Podemos estar entrando em uma era de pandemias sucessivas pela ação descontrolada do homem em ecossistemas frágeis e desconhecidos. 

Essa é a visão do fisico Paulo Artaxo, que deu uma entrevista à jornalista Miriam Leitão para falar das ameaças que nos circundam. Ele destaca que os muitos vírus desconhecidos  “estão em equilíbrio com o ecossistema. Se nós o desequilibramos com o desmatamento, a chance de eles se propagarem aumenta muito. As regiões devastadas precisam ser utilizadas com maior eficiência.”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247