Flavio Bolsonaro faz ataque ao 247 por causa do documentário sobre a "fakeada"

Filho de Bolsonaro quer que o YouTube tire a TV 247 do ar. Joaquim de Carvalho, autor do documentário, destaca que “seria importante que a continuidade da investigação possibilitasse a busca por informações na linha não abordada pela PF, de autoatentado no caso de Juiz de Fora"

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução | Agência Senado)


247 - O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) usou as redes sociais para atacar o Brasil 247 e pedir que o YouTube remova a TV 247 da plataforma em função do documentário “Bolsonaro e Adélio - Uma fakeada no coração do Brasil”, do jornalista Joaquim de Carvalho. Postagem foi feita na esteira da decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que, por meio da sua 2ª Seção, derrubou a liminar que proibia a investigação do caso da suposta facada em Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018.  

A decisão do TRF-1 permite que os investigadores utilizem dados do Banco Central sobre movimentações financeiras, entre setembro e dezembro de 2018, do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, responsável pela defesa de Adélio Bispo, acusado de ter cometido o atentado. Em junho de 2019, Bispo foi absolvido pela facada. A decisão foi proferida após o processo que o considerou inimputável por transtorno mental. O jornalista Joaquim de Carvalho, autor do documentário, ressaltou, no Twitter, que “a chance de encontrar algo de relevante no celular do advogado q o ligue a um suposto patrocinador é zero”. 

“Difícil não acreditar em perseguição contra perfis simpáticos a Bolsonaro, quando continua no ar no @YouTubeBrasil e dando DINHEIRO aos produtores  um “documentário” mentindo que Bolsonaro teria forjado a própria facada. #QuemMandouMatarBolsonaro”, postou Flávio Bolsonaro no Twitter. Além de pedir que o YouTube remova o canal da TV 247, a postagem também critica a desmonetização e remoção de de perfis bolsonaristas que divulgavam fake news. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Joaquim de Carvalho ressaltou também ressaltou que ,“seria importante que a continuidade da investigação possibilitasse a busca por informações na linha não abordada pela PF, de autoatentado no caso de Juiz de Fora. Para isso, seria importante uma perícia médica em Bolsonaro e também nos prontuários”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira a postagem de Flávio Bolsonaro sobre o assunto. 

Veja as postagens de Joaquim de Carvalho sobre o caso.  

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email