CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Fogo na bandeira brasileira

Manifestante Paulo Srgio Ferreira queimou a Bandeira do Brasil, em Braslia, e pode pegar de 3 a 6 meses de priso

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Rodolfo Borges, de Brasília – O paulista Paulo Sérgio Ferreira, de 38 anos, subiu ao topo do mastro Pavilhão Nacional na manhã desta quarta-feira e ateou fogo à Bandeira do Brasil. De acordo com testemunhas, Ferreira subiu as escadas que levam ao topo do principal símbolo da nação carregando uma garrafa pet cheia de gasolina e três pequenas bandeiras do Brasil. Duas das bandeiras carregadas por ele foram queimadas (a terceira foi pendurada no mastro), assim como a ponta da bandeira que tremula a 100 metros de altura na Praça dos Três Poderes. O manifestante desceu do mastro por volta de 14h20, convencido pelos bombeiros.

Cinco viaturas dos Bombeiros foram mobilizadas e o trabalho de resgate contou com atuação da Polícia do Senado e das polícias Civil e Militar. O motorista Valdivino Francisco da Silva, 42 anos, que passava pelo local por volta das 10h, foi o único a conversar com o manifestante além dos bombeiros. “Ele subiu gritando que o (senador) Romero Jucá (PMDB-RR) era assassino de negros e que queria conversar com alguma autoridade do governo. Por telefone, ameaçou se matar se alguém tentasse retirar ele de lá”, disse ao Brasil 247. Valdivino conversou com o manifestante por meio de um dos números de telefone escritos numa folha de papel que o homem jogou do mastro enquanto subia em direção à bandeira.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo relatos, o manifestante já vinha frequentando a Praça dos Três Poderes em busca de atenção. Por ter queimado parte da bandeira, o manifestante, que foi detido, pode responder por crime de dano qualificado contra o patrimônio da União e pegar de três meses a seis anos de prisão.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO