Fome avança e doações despencam; líderes comunitários apontam culpa de Bolsonaro

Para líderes comunitários que observam de perto o avanço da fome, a postura de Bolsonaro de minimizar o assunto contribuiu para a diminuição de doações de cestas básicas

www.brasil247.com - Homem carrega cesta básica destribuída para moradores de favela em São Paulo
Homem carrega cesta básica destribuída para moradores de favela em São Paulo (Foto: REUTERS/Carla Carniel)


247 - Doações de cestas básicas por pessoas físicas, empresas e órgãos públicos despencaram cerca de 80% desde o período mais crítico da pandemia de Covid-19, disseram líderes comunitários ao UOL.

Para estes líderes, que observam de perto a crise alimentar, a postura de Jair Bolsonaro (PL) contribuiu para a diminuição das doações. Além da volta à rotina depois do período mais agudo da pandemia - que também influencia na queda de doações -, Bolsonaro minimizou a fome durante o período eleitoral.

Ele afirmou em outubro, por exemplo, que "não se justifica passar fome no Brasil", já que o Auxílio Brasil pagaria, em uma média diária, valor suficiente para comprar até dois quilos de frango.

"O assunto passou batido, como se não fosse um tema grave. Nos debates não foi presente. Não acabou, o problema continua grave. As doações diminuíram, mas a demanda só aumenta", afirma Preto Zezé,  presidente da Cufa (Central Única das Favelas).

Segundo dados do 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, a fome avançou em 2022 e
33 milhões de pessoas não têm o que comer.

 Você pode doar:


Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247