Fortalecido, Fachin diz que não se pode “demonizar a política”

Ministro do STF e relator dos processos da Lava Jato na Corte, Edson Fachin, disse que o Brasil não vive uma crise institucional e que não se pode "demonizar a política"; "Por isso, falar de Constituição corresponde também a sustentar que não se pode demonizar a política. Não será o sistema penal punitivo a resposta de todos os males", afirmou; segundo Fachin, "o sistema está a funcionar, as instituições estão a funcionar, e, portanto, não há que se falar em crise institucional. É algo de orgulhar-se o Brasil da democracia que tem e que exercita"

Edson Fachin 
Edson Fachin  (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator dos processos da Lava Jato na Corte, Edson Fachin, disse que o Brasil não vive uma crise institucional e que não se pode "demonizar a política". Para o ministro, "é hora da redenção constitucional brasileira. É mais que urgente o tempo de edificar no espaço da grande política o tripé mínimo para a liberdade, a ética e o desenvolvimento. Como bem se assentou à época na terra de Nelson Mandela: para que não se esqueça e para que nunca mais aconteça", observou.

"Por isso, falar de Constituição corresponde também a sustentar que não se pode demonizar a política. Não será o sistema penal punitivo a resposta de todos os males", completou. Segundo Fachin, "o sistema está a funcionar, as instituições estão a funcionar, e, portanto, não há que se falar em crise institucional. É algo de orgulhar-se o Brasil da democracia que tem e que exercita".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247