Fracassa manobra de Fachin e Segunda Turma do STF julga suspeição de Moro (assista)

Começou às 14h10 a sessão da Segunda Turma do STF convocada por Gilmar Mendes para julgar a suspeição de Moro. Fracassou manobra de Fachin que tentou cancelar a sessão alegando que depois de sua decisão de anulação dos processos da Lava Jato de Curitiba, não haveria mais razão para julgar a suspeição de Moro. Fux negou seu pedido e ele foi derrotado por 4 a1 na turma ao tentar adiar pela última vez

www.brasil247.com - Gilmar Mendes na sessão da Segunda Turma que julga suspeição de Moro
Gilmar Mendes na sessão da Segunda Turma que julga suspeição de Moro (Foto: divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Começou às 14h10 desta terça-feira (9) a  sessão da Segunda Turma do STF para votar suspeição de Sergio Moro no julgamento do “caso do tríplex” no qual condenou de maneira irregular o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. Fracassou manobra do ministro Edson Fachin que tentou cancelar a sessão alegando que depois de sua decisão de anulação dos processos da Lava Jato de Curitiba, nesta segunda-feira, não haveria mais razão para julgar a suspeição de Moro.

Ele recorreu ao presidente do STF, Luiz Fux, para cancelar a sessão e enviar o caso ao plenário da Corte, mas a manobra fracassou. 

Assim que foi instalada a sessão da turma, Fachin apresentou uma questão de ordem solicitando o cancelamento, mas foi derrotado por 4 votos a 1. Votaram a favor da continuidade da sessão Gilmar Mendes, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski e  Kassio Nunes. Apenas Fachin votou pelo cancelamento.

PUBLICIDADE

Lewandowski afirmou de maneira cortante que a decisão de Fachin quanto à anulação dos processo é "precária e efêmera".

Acompanhe ao vivo a sessão:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email