Frei Betto defende expulsão de Palocci

Em entrevista ao jornal El País, o escritor Frei Betto lembra o caso do ex-senador Delcídio do Amaral, que acusou o ex-presidente Lula e não conseguiu provar nada, e pede que o PT faça com o ex-ministro Antônio Palocci o que fez com Delcídio, o expulse; "Palocci maculou profundamente a imagem do fundador do PT e o partido deveria, no mínimo, promover o quanto antes a sua expulsão sumária", diz Frei Betto

Frei Betto
Frei Betto (Foto: Romulo Faro)

247 - Em entrevista ao jornal El País, o escritor Frei Betto lembra o caso do ex-senador Delcídio do Amaral, que acusou o ex-presidente Lula e não conseguiu provar nada (o que fez com que Lula fosse absolvido recentemente de processo no STF), e pede que o PT faça com o ex-ministro Antônio Palocci o que fez com Delcídio, o expulse.

"Considero precipitado qualquer julgamento e fico à espera das investigações da Justiça. O que Palocci declarou, motivado pela ânsia de minorar sua reclusão carcerária, é muito grave e compromete a credibilidade de Lula. Contudo, há que ter cautela. O ex-senador petista Delcídio Amaral também fez graves acusações a Lula e, depois, a Justiça apurou que ele mentiu, o que resultou na recente absolvição de Lula quanto aos supostos crimes imputados a ele. De qualquer modo, Palocci maculou profundamente a imagem do fundador do PT e o partido deveria, no mínimo, promover o quanto antes a sua expulsão sumária", diz Frei Betto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247