Fritado e enfraquecido por Bolsonaro, Moro é aconselhado a pedir demissão

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, foi aconselhado por aliados a deixar o governo de Jair Bolsonaro, dado o grau de desgaste político que vem sofrendo; autor da farsa judicial que condenou o ex-presidente Lula, Moro vem protagonizando derrotas e humilhações em série por parte de Jair Bolsonaro, que já não esconde de interlocutores as críticas ao ex-juiz da Lava Jato; gota d'água pode vir com mudança na Polícia Federal

(Foto: Lula Marques | Marcos Corrêa/PR)

247 - O ex-juiz da Lava Jato e ministro da Justiça, Sérgio Moro, foi aconselhado por aliados a pedir demissão do cargo. A informação é da jornalista Bela Megale, do jornal O Globo

Moro vem sofrendo derrotas e humilhações políticas em série por parte de Jair Bolsonaro, que já não esconde de interlocutores as críticas ao ex-juiz da Lava Jato. Bolsonaro classifica Moro como "ingrato".

Nesta quinta-feira, 22, em declaração à imprensa, Bolsonaro demonstrou mais uma vez que vai interferir na Polícia Federal e ameaçou demitir o diretor-geral Maurício Valeixo, que foi indicado por Sérgio Moro. 

“Se eu trocar hoje, qual o problema? Se eu trocar hoje, qual o problema? Está na lei. Eu que indico, e não o Sérgio Moro [ministro da Justiça]. E ponto final. Qual o problema se eu trocar hoje ele? Me responda”, disse Bolsonaro (leia mais no Brasil 247). 

Segundo a jornalista Bela Megale, entretanto, no Ministério da Justiça, a ordem do chefe é olhar para frente e tocar os projetos. Para ser ministro, Moro abriu mão de 22 anos de magistratura.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247