Frota entrega à PF dados que ligam Eduardo Bolsonaro diretamente ao esquema das fake news

Deputado federal Alexandre Frota apresentou dados durante seu depoimento à PF que ligam diretamente o deputado Eduardo Bolsonaro ao esquema de fake news contra opositores do governo Jair Bolsonaro. Ips de computadores usados nos ataques estariam localizados em imóveis pertencentes a Eduardo

Alexandre Frota e Eduardo Bolsonaro
Alexandre Frota e Eduardo Bolsonaro (Foto: Câmara | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dados apresentados pelo deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) em seu depoimento à Polícia Federal no âmbito do inquérito das fake news que ligam diretamente o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) aos ataques virtuais feitos contra opositores do governo Jair Bolsonaro nas redes sociais. 

Segundo reportagem da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Frota teria apresentado números de IPs de computadores de Brasília e do Rio que teriam participado dos ataques que estão ligados a um e-mail oficial do parlamentar. O depoimento de Frota à PF foi realizado no dia 29 setembro. 

Os dados foram obtidos por meio da CPMI instalada pelo Congresso para investigar os ataques virtuais contra as instituições. Segundo Frota, os IPs apontam que diversos computadores estavam instalados em apartamento declarado por Eduardo Bolsonaro à Justiça Eleitoral. Um outro IP estaria localizado na residência do parlamentar, em Brasília. 

Em seu depoimento,  Frota disse que o e-mail [email protected], que foi identificado pelo IP utilizado, é o mesmo que foi declarado por Eduardo Bolsonaro ao registrar sua candidatura em 2018. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247