Funaro sonda advogados para fazer delação

O empresário Lucio Funaro, apontado como operador do ex-deputado Eduardo Cunha, sondou criminalistas de Brasília na semana passada para assumirem a negociação de delação premiada que pretende fechar com o Ministério Público Federal; apesar da vontade e dos rumores de que a delação do operador já estaria adiantada, o envio de emissários para conversar com advogados demonstra que os termos e a velocidade não têm sido exatamente aqueles desejados por Funaro

Doleiro Lúcio Funaro, operador de Eduardo Cunha
Doleiro Lúcio Funaro, operador de Eduardo Cunha (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Lucio Funaro, apontado como operador do ex-deputado Eduardo Cunha, sondou criminalistas de Brasília na semana passada para assumirem a negociação de delação premiada que pretende fechar com o Ministério Público Federal.

Apesar da vontade e dos rumores de que a delação do operador já estaria adiantada, o envio de emissários para conversar com advogados demonstra que os termos e a velocidade não têm sido exatamente aqueles desejados por Funaro

Mesmo situado no segundo escalão do suposto esquema, Funaro teria poder de fogo devastador por conhecer em detalhes o caminho do dinheiro entre empresários e o grupo ligado a Eduardo Cunha no PMDB.

As informações são da coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247