Funcionários acusam diretor de Colégio Militar de submeter alunos a maus tratos

Coronel Régis Nunes teria submetido crianças e adolescentes à exaustão em treinamento para recepção de Braga Netto em Belo Horizonte. Objetivo seria impressionar o ministro de Bolsonaro para ganhar promoção ao cargo de general

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

Revista Fórum - Funcionários do Colégio Militar de Belo Horizonte divulgaram manifesto em que acusam o diretor da escola, o coronel de cavalaria Régis Rodrigues Nunes, de submeter alunos a maus-tratos.

Em treinamento para recepção do ministro da Defesa, Walter Braga Netto, que esteve no aniversário de 66 anos da escola no último dia 11, ao menos 20 alunos precisaram de atendimento médico, sendo que alguns chegaram a desmaiar.

As crianças e adolescentes – entre 11 e 18 anos – teriam sido obrigadas a ficar por mais de 3 horas de pé, embaixo de sol forte, e proibidas de ir ao banheiro ou beber água.

PUBLICIDADE

Leia a íntegra na Revista Fórum.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email