Funcionários dos Correios entram em greve hoje

Movimento nacional, por tempo indeterminado e reivindica R$ 400 de aumento salarial



247, com Agência Estado e Brasil - Os funcionários dos Correios entrarão em greve nacional, por tempo indeterminado, a partir de hoje, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect). Em comunicado, a Fentect informou que a paralisação ocorrerá por considerar a contraproposta dos Correios às reivindicações insatisfatória.

A Federação pede aumento salarial real de R$ 400, do vale-refeição/alimentação, piso salarial de R$ 1.635 e reposição da inflação de 7,16%, dentre outras reivindicações. De acordo com a Fentect, os Correios ofereceram reposição da inflação de 6 87%, abono salarial de R$ 800 e vale alimentação de R$ 25. A estatal ofereceu, porém, reajuste de apenas R$ 50 a partir de janeiro de 2012.

No Rio, cerca de 8 mil dos 14 mil trabalhadores aderiram à greve na estatal. Segundo o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos (Sintect), Ronaldo Martins, a maioria das agências fluminenses está funcionando parcialmente e os funcionários que estão trabalhando se limitam a informar a população que procura os pontos de atendimento dos Correios sobre a greve.

O sindicalista pede a compreensão da população porque, com a greve, a qualidade dos serviços vai cair. "As correspondências irão chegar atrasadas, pois não temos efetivo para entregar na rua".

Em nota divulgada pela manhã, os Correios informaram que "ofereceram todas as condições necessárias para o fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho 2011/2012”. Ainda segundo a nota, “a empresa trabalha para normalizar a situação o mais rápido possível e está adotando uma série de medidas que garante o atendimento à população brasileira”.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email