Fux dá liminar que suspende julgamento de Deltan no Conselho Nacional do MP

Fux atendeu ao pedido de Deltan Dallagnol que moveu ação no STF pedindo a suspensão do julgamento pelo CNMP, que estava marcado para esta terça-feira (12)

Deltan Dallagnol e Luiz Fux
Deltan Dallagnol e Luiz Fux

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux determinou a suspensão do julgamento de um dos processos disciplinares contra o procurador Deltan Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que estava previsto para ocorrer nesta terça-feira. A informação é do jornal O Globo.

Fux atendeu ao pedido do próprio procurador que moveu ação no STF na sexta pedindo a suspensão, argumentando que é alvo de afrontas à Constituição e à Convenção Americana de Direitos Humanos.

Trata-se da entrevista que ele concedeu à rádio CBN, em que ele acusa o tribunal de tomar decisões lenientes com a corrupção. Fux acolheu provisoriamente o pedido de Deltan, determinando que o caso fosse retirado de pauta até o STF julgar o pedido do procurador.

A previsão de integrantes do Conselho era de que Dallagnol poderia ser condenado por 8 votos a 3. Há outros dois processos em pauta envolvendo o coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná que poderão ser pautados.

"In Fux we trust"

A reportagens da Vaza Jato revelaram mensagens em um grupo de procuradores, em que Dallagnol conta ter conversado "mais uma vez com Fux hoje, reservado, é claro". "O ministro Fux disse quase espontaneamente que Teori Zavascki fez queda de braço com Moro e se queimou, e que o tom da resposta de Moro foi ótimo", escreveu, em referência à repreensão feita por Teori a Moro pelos grampos contra a então presidenta Dilma Rousseff.

"Fux disse para contarmos com ele para o que precisarmos, mais uma vez. Só faltou, como bom carioca, chamar-me para ir à casa dele rs", acrescentou. "Mas os sinais foram ótimos, falei da importância de nos protegermos como instituições, especialmente no novo governo", completou.

As mensagens foram encaminhadas por Dallagnol para o então juiz Sérgio Moro, que respondeu, em tom de intimidade. "Excelente, in Fux we trust", escreveu Moro, em inglês, o que pode ser traduzido como "no Fux a gente confia".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247