Generais do Planalto pressionaram Bolsonaro por demissão de Weintraub

Integrantes da chamada ala militar do governo pediram mais de uma vez que Bolsonaro demitisse o ministro da Educação Abraham Weintraub

www.brasil247.com - Abraham Weintraub
Abraham Weintraub (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


247 - A primeira vez que Abraham Weintraub entrou na linha de tiro dos militares com postos destacados no governo foi em 2019, mas foram confrontados por uma defesa de Bolsonaro a seu ministro da Educação. 

No início deste ano, os militares voltaram à carga, e Bolsonaro ficou em silêncio.

Depois que Weintraub compareceu a uma manifestação com extremistas bolsonaristas no último domingo e voltou a atacar a suprema corte, os militares voltaram a pressionar Bolsonaro pela demissão. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O setor militar do governo considera insustentável a permanência de Weintraub no governo, escreve Bela Megale no Globo.
 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email