GGN: Jucá é denunciado por crime que a Zelotes atribuiu a Lula

Na delação da Odebrecht, representantes do PMDB no Congresso aparecem como os verdadeiros responsáveis por negociar com o empresariado pagamentos de propina que, na prática, teriam sido efetuados por meio de doações eleitorais; por isso, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) foi denunciado

Senador Romero Jucá (PMDB-RR)
Senador Romero Jucá (PMDB-RR) (Foto: Leonardo Attuch)

Jornal GGN - Mais de 8 meses após tomar conhecimento de que empresários acusaram Romero Jucá de ter sido o arrecadador de propina ao PMDB em cima da Medida Provisória (MP) 627/2013, a Procuradoria-Geral da República decidiu denunciar o senador por supostamente ter favorecido algumas empresas, em inquérito da Zelotes que segue em sigilo.
 
A MP em questão previa mudanças nas regras de tributação dos lucros das empresas no exterior.
 
Na acusação atual, Jucá teria oferecido benefícios à siderúrgica Gerdau.
 
Em 2016, a Zelotes denunciou Lula por causa da mesma MP. Os procuradores disseram que o ex-presidente teria praticado tráfico de influência, ou seja, permitido que seu nome fosse usado por terceiros que supostamente negociaram com montadoras os pagamentos irregulares que, no final, teriam beneficiado um dos filhos do petista.
 
 
À época, o GGN apontou que a delação da Odebrecht, que acabara de vir à tona, colocava em xeque as informações contra Lula divulgadas pela Zelotes.
 
Isso porque, na delação da Odebrecht, o PMDB no Congresso aparece como os verdadeiros responsáveis por negociar com o empresariado pagamentos de propina que, na prática, teriam sido efetuados por meio de doações eleitorais.
 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247