Gilmar Mendes critica Bolsonaro por atrasar dados da Covid-19 para não sair no JN

"Dados do @minsaude são fundamentais às respostas à #COVID19 e devem estar abertos ao público, aos gestores e, portanto, à imprensa de forma consistente e ordenada”, escreveu o ministro do STF Gilmar Mendes nas redes sociais

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Plínio Teodoro, Revista Fórum - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi às redes nesta sexta-feira (5) criticar a estratégia do Ministério da Saúde de atrasar a divulgação de dados sobre o coronavírus para que não sejam reportados nos telejornais noturnos, como o Jornal Nacional.

“Na pandemia, a divulgação de dados oficiais envolve, além do dever de prestar contas, uma questão de saúde pública. Dados do @minsaude são fundamentais às respostas à #COVID19 e devem estar abertos ao público, aos gestores e, portanto, à imprensa de forma consistente e ordenada”, tuitou Mendes.

Segundo o jornal Correio Braziliense, citando “fonte do alto escalão”, a estratégia de divulgar os dados da pandemia após às 22 horas foi determinada por Jair Bolsonaro.

Leia a íntegra na Fórum. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247