Gilmar não difamou filha de Janot, diz Reinaldo Azevedo

O jornalista Reinaldo Azevedo reitera os textos publicados por ele que motivaram a fúria de Rodrigo Janot contra o ministro Gilmar Mendes e diz que a filha do ex-PGR era advogada da OAS. "Tanto é assim que reproduzo uma petição da OAS, assinada por ela, endereçada ao Cade. Apenas apontei o óbvio"

Janot Reinaldo Azevedo
Janot Reinaldo Azevedo (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Reinaldo Azevedo contestou a versão dada pelo ex-procurador geral da República Rodrigo Janot como o motivo para ele ter entrado armado em uma sessão do Supremo Tribunal Federal e quase ter assassinado o ministro Gilmar Mendes. 

Segundo Reinaldo, Janot contou uma mentira na entrevista ao Estado de S. Paulo. Diz Janot: "Foi [a intenção de matar Gilmar Mendes] logo depois que eu apresentei a sessão (…) de suspeição dele no caso do Eike. Aí ele inventou uma história que a minha filha advogava na parte penal para uma empresa da Lava Jato. Minha filha nunca advogou na área penal… e aí eu saí do sério"

"Como já deixei claro aqui, os textos que motivaram a fúria homicida de Rodrigo Janot, da qual ele não demonstra nenhum arrependimento — ao contrário até: volta a atacar Gilmar Mendes, a quem queria matar —, foram publicados por mim, neste blog", disse Reinaldo em seu blog no UOL

O jornalista, que tem feito revelações da Vaza Jato, em parceria com o The Intercept Brasil, disse que os textos por ele publicados dão conta que Letícia Ladeira Monteiro de Barros era advogada da OAS e da Odebrecht sim.

"Nem um nem outro dizem que a doutora era advogada na área criminal. Tanto é assim que reproduzo uma petição da OAS, assinada por ela, endereçada ao Cade. Apenas apontei o óbvio. Janot acusava o impedimento de Gilmar Mendes para atuar no caso Eike Batista porque este era cliente, NA ÁREA CÍVEL, do escritório do advogado Sérgio Bermundes. Guiomar Mendes, mulher do ministro, é uma das advogadas associadas a esse escritório — mas não atuava em caso nenhum relacionado ao empresário", diz Reinaldo. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email