Glenn diz que Moro e Dallagnol estão destruindo provas e obstruindo a justiça

O jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept, acusa o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e procuradores da força tarefa da Lava Jato de queimarem provas e obstruírem a justiça, a partir do momento que "destroem todos os dados em seus telefones relacionados seu trabalho oficial e a casos judiciais pendentes"

(Foto: Senado | Reuters | ALESP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept,  acusa o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e procuradores da força tarefa da Lava Jato de queimarem provas e obstruírem a justiça, a partir do momento que "destroem todos os dados em seus telefones relacionados seu trabalho oficial e a casos judiciais pendentes".

Entenda: 

Após três semanas das mensagens escusas envolvendo procuradores da Lava Jato e Sérgio Moro vir à tona, os responsáveis pela força tarefa seguem sem fornecer seus aparelhos à perícia. Deltan Dallagnol, o reponsável por acatar todas as ordens de Moro para manipular a operação para fins políticos e pessoais, até agora segue com seu aparelho. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247