Glenn rebate Moro: arrogante e age como se fosse o padre da ética

Jornalista Glenn Greenwald rebateu o ministro Sérgio Moro (Justiça), que admitiu ver como campanha a favor da corrupção as reportagens do Intercept sobre a Lava Jato; “Pondere em quão arrogante Moro está sendo: reportar o comportamento dele significa apoiar a corrupção, como se ele fosse o padre da ética, e quaisquer reportagens sobre ele são corruptas”, afirma

(Foto: Senado)

247 - Um dos fundadores do site The Intercept Brasil, o jornalista Glenn Greenwald rebateu tuíte do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que admitiu ver como "campanha contra a Lava Jato e a favor da corrupção" a série de reportagens do site tuíte do ministro da Justiça, Sergio Moro, que classificou a série de reportagens sobre um conluio dele com procuradores do Ministério Público Federal (MPF-PR) quando ele era juiz.

“Pondere em quão arrogante Moro está sendo: reportar o comportamento dele significa apoiar a corrupção, como se ele fosse o padre da ética, e quaisquer reportagens sobre ele são corruptas. Revelar a corrupção dentro de LJ *fortalece* – não enfraquece – a luta contra a corrupção”, afirma.

Em uma sequência, Glenn ainda mostra o apoio que as reportagens têm recebido tanto na imprensa, quanto da população e até de políticos.

"'Do total de entrevistados, 58% acham que a conduta de Moro foi inadequada, ante 31% que a aprova.' – @Folha. 'Em nome de um objetivo maior, a Lava-Jato e Moro cometeram inúmeros pecados factuais e algumas exorbitâncias.' - Elio Gaspari, @JornalOGlobo”, acrescentou.


 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247